Verizon fala em ir novamente à justiça contra FCC e neutralidade da rede


A empresa deverá recorrer à justiça se a FCC reclassificar os provedores de internet de banda larga, como ela própria e a Comcast, para a regra conhecida como Título II, que regula operador de telecom

A Verizon publicou em seu site na internet que poderá ir à justiça a depender da decisão da agência reguladora de telecom do país, a FCC (Federal Communication Comission), sobre a neutralidade da rede. A empresa deverá recorrer à justiça se a FCC reclassificar os provedores de internet de banda larga, como ela própria e a Comcast, para a regra conhecida como Título II que os trata como provedores de telecomunicações, ao invés de provedor de informação, serviços e utilities.

Sob as regras do Title II a FCC tem o poder legal de impor algumas condições aos agentes regulados, como impedir que haja pagamento pela priorização do tráfego de internet.

A Verizon foi a mesma operadora que recorreu à justiça contra o FCC em 2011 contra as regras do Open Internet Rule, quando a justiça norte-americana reconheceu que a agência não tinha poderes para fazer aquela norma.

Anterior Governo português não se mete na disputa pela Portugal Telecom
Próximos Segurança ainda é o principal desafio para avanços em TI, diz Dell