Venezuela migra para GSM


Cai um dos últimos bastiões da tecnologia CDMA na America Latina, a Venezuela, cujas duas maiores operadoras de celular Movistar e Movilnet concentram parte de suas atividades nesta tecnologia. Acordo entre a Telecom Venezuela e a chinesa Huawei, determina a produção a partir do ano que vem, de 2 milhões de celulares com tecnologia GSM, …

Cai um dos últimos bastiões da tecnologia CDMA na America Latina, a Venezuela, cujas duas maiores operadoras de celular Movistar e Movilnet concentram parte de suas atividades nesta tecnologia. Acordo entre a Telecom Venezuela e a chinesa Huawei, determina a produção a partir do ano que vem, de 2 milhões de celulares com tecnologia GSM, a preços populares, para o mercado nacional e internacional.

O ministro venezuelano do Poder Popular para as Telecomunicações e Informática, Jesse Chacón, fez o anúncio ontem, e confirmou a criação de um fábrica a ser gerida pelas duas empresas na cidade de Zamora, próxima da capital Caracas. Segundo Chacón, a Venezuela está acompanhando tendência mundia de “migrar para novas tecnologias GSM”. O ministro ressaltou que em breve a estatal Movilnet deterá a tecnologia, acompanhando as demais operadoras do país. (Da Redação, com noticiário interncaional)

Anterior Contax: queda de 66% no lucro líquido do 2T07
Próximos IBGE: telecom e informática são os destaques em investimento em inovação.