Vendas de equipamentos de informática e comunicação recuaram 4,2% em maio


O volume de vendas de equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação recuou 4,2% em maio deste ano ante o mês anterior. Na comparação com igual mês de 2017, a queda foi de 7,9%, como mostra pesquisa mensal do IBGE do comércio. A paralisação dos caminhoneiros, crise de abastecimento durante oito dias úteis e queda na produção industrial de 6,6% no ano foram a justificativas apresentadas para esse resultado negativo.

Com isso, a variação acumulada nas vendas nesse setor no ano foi de -0,4%. A taxa acumulada nos últimos 12 meses (-1,7%) voltou a mostrar resultado negativo, após estabilidade em abril (0%) e março (0,1%). A diferença entre o patamar atual de vendas e o patamar recorde da atividade, registrado em janeiro de 2015, aumentou a queda para 30,1%, afirma o instituto.

No comércio varejista nacional, o volume de vendas caiu 0,6% em maio frente a abril, praticamente descontando o avanço de 0,7% registrado no mês anterior. O comércio  cresceu 2,7% em relação a maio de 2017. Foi a 14ª taxa positiva seguida, afirma o IBGE.

O varejo acumulou alta de 3,2% no ano. O acumulado nos últimos 12 meses cresceu 3,7%, mantendo-se estável em relação a abril (3,7%) e prosseguindo em trajetória ascendente iniciada em outubro de 2016 (-6,8%). A greve dos caminhoneiros prejudicou a maioria dos setores pesquisado, ressaltou o instituto.

Anterior D-Link revoga certificados roubados por grupo de espionagem cibernética
Próximos NEC vai construir cabo submarino no Pacífico para Facebook, Amazon AWS e China Mobile