Venda de celulares encolheu 4,3% no Brasil em 2018


O mercado Brasileiro de celulares encolheu em 2018. As vendas totais (smatphones e feature phones) somaram 47 milhões de unidades, 4,3% menos que no ano anterior.

O número reverte o desempenho de 2017, quando as vendas cresceram 9,7% graças à liberação de recursos do FGTS pelo governo, numa estratégia para tentar reaquecer a economia em recessão. Os dados são da consultoria IDC Brasil.

Em 2018 viu-se, ainda, aumento da concentração de mercado nas mãos de um só fabricante: a Samsung. A empresa sul-coreana passou a deter 50% de market share, roubando nada menos que 7 p.p. dos concorrentes.

O segundo colocado, a Motorola, registrou 21% de participação, perdendo 2 p.p., enquanto da LG ficou com 9%, depois de perder 3 p.p. Os demais fabricantes, em conjunto, tiveram a fatia reduzida de 22% em 2017 para 20% neste ano.

A fabricante Positivo Tecnologia, dona da marca de mesmo nome e da Quantum, prevê melhora no primeiro semestre de 2019, comparado ao ano passado. Segundo a empresa, há perspectiva de crescimento nas vendas do grupo “tendo em vista o aumento considerável do giro dos produtos nas lojas no 4T18 e sinais de melhora do ambiente competitivo para produtos precificados ao consumidor até R$ 700”. A companhia fechou 2018 com share de 3,2%, aumento de 0,2 p.p. sobre 2017.

Anterior Telebras aplica 1,7% do orçamento no 1º bimestre
Próximos Com recursos da Lei de Informática, Positivo cria fundo para investir em startups