Veja quem são os sete militares que integram o grupo de transição de C&T


rafaela-biazi-796555-unspla

Se alguém tem dúvidas de que o futuro governo Bolsonaro tem um forte componente militar, elas desaparecem quando se confirma os currículos das autoridades que foram nomeadas para integrar o governo de transição. Na pasta voltada pra a Ciência e Tecnologia e Comunicações, por exemplo, além do indicado Marcos Pontes, que é tenente-coronel, outros seis militares discutem as políticas do setor. Entre os civis, apenas quatro.

Veja aqui quem é quem no ministério:

MARCOS PONTES Indicado para Ministro da Ciência e Tecnologia. Tenente-coronel da Força Aérea Brasileira, atualmente na reserva e ex-astronauta. Foi eleito segundo
suplente de senador na chapa encabeçada por Major Olímpio.

PUBLICIDADE

COORDENADOR-ADJUNTO
Servidor do atual governo
WALDEMAR GONÇALVES ORTUNHO JR – Durante a campanha do presidente eleito, foi o elo entre militares e generais que se reuniam em Brasília. Coronel reformado do Exército, foi o encarregado de compilar as propostas discutidas nesses encontros e enviá-las a Bolsonaro.

EDUARDO CHAVES VIEIRA -Coronel da reserva. Atuou no Centro de Gestão de Estudos Estratégicos vinculado ao Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e conheceu Jair Bolsonaro na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), em Resende (RJ).

ANTÔNIO FRANCISCANGELIS NETO– Tenente-Brigadeiro do Ar, ingressou na FAB em 1973. Seu último cargo foi de Secretário de Economia e Finanças da Aeronáutica. Foi Chefe da Seção de Doutrina Sistema de Armas, Comandante do Comando de D Brasileiro, Adjunto do Adido de Defesa e Aeronáutico nos Estados Unidos e Canadá.

BERNARDO SYLVIO MILANO- Tenente-Coronel da Aeronáutica, foi Diretor Financeiro da Empresa Binacional Alcântara Cyclone Space.

ELIFAS CHAVES GURGEL DO AMARAL – Ex-presidente da Anatel no primeiro governo Lula. Coronel da reserva do Exército.Integrou a equipe do TSE que desenvolveu a urna eletrônica brasileira (1995). Foi Secretário de Serviços de Comunicação Eletrônica do Ministério das Comunicações (2004) e atuou no Sistema Nacional de Comunicações Críticas do Exército.

GERSON NOGUEIRA MACHADO – Tenente-Brigadeiro da reserva, serviu por 18 anos na aviação de caça e foi instrutor assessor aeronáutico no Paraguai. Como general, comandou nove organizações diferentes e participou das atividades para lançamento do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC).

GUILHERME MUSEMECCI NALON – Tem mais de 20 anos de experiência nas áreas de varejo e imobiliário, incluindo posições de desenvolvimento imobiliário sênior na Blockbuster, Mc Donald’s e Carrefour. Também foi um dos principais executivos de expansão do Grupo Pão de Açúcar, LDI e C & A.

MARCELO GOMES MEIRELLES– Experiência profissional em negociação internacional, financiamentos internacionais e administração pública. Graduado em administração pela Academia da Forca Aérea (1990).

OSMAR ASSIS DO NASCIMENTO FILHO – Foi Gerente de Projetos na Controladoria Geral da União. Também foi Analista de Finanças e Controle na Controladoria Regional da União no Estado do Espírito Santo.

ROBERTO MONTEIRO SPADA- Diretor de Relações Externas do Senai. Professor, foi diretor da escola Suíço-Brasileira em São Paulo e vice-presidente da WorldSkills.

Anterior Telebras ganha reforço de caixa de R$ 340 milhões
Próximos Serviços de comunicação têm segunda taxa positiva em outubro