Variação do IST alcança 4,46% em 12 meses


O IST (Índice de Serviços de Telecomunicações) dos últimos 12 meses alcançou 4,46%, bem acima dos 2,91% obtidos no ano passado, acompanhando a tendência de alta dos demais índices inflacionários do país. Este índice serve de base para o reajuste das tarifas de telefonia fixa em julho, com a aplicação do redutor – o Fator …

O IST (Índice de Serviços de Telecomunicações) dos últimos 12 meses alcançou 4,46%, bem acima dos 2,91% obtidos no ano passado, acompanhando a tendência de alta dos demais índices inflacionários do país. Este índice serve de base para o reajuste das tarifas de telefonia fixa em julho, com a aplicação do redutor – o Fator X, que está em fase de mudança de metodologia.

A elevação significativa do IST, entretanto, está bem abaixo do acumulado do IGP-DI, que chegou a 12,14% em 12 meses, e que era adotado para reajuste das tarifas nos contratos de concessão que vigoraram até 2005.

O IST mensal teve maior elevação no mês passado, quando chegou a 0,75%. Em abril, o índice ficou em 0,47%. Março registrou variação de 0,44%. Em fevereiro, o índice subiu 0,41%, e janeiro apresentou variação de 0,26%.

No ano passado, com base no IST acumulado de 2,91% e aplicação do redutor, a Anatel autorizou o reajuste de 1,8321%  para a Telemar; 2,1385%, para a Brasil Telecom; 2,2054%, para a Telefônica; 2,1692%, para CTBC; 2,2054%, para a Sercomtel; e -1,4811%, para a Embratel.

Anterior Anatel inclui, de última hora, o PGO em sua pauta de hoje.
Próximos Revisão do PGO de Telecomunicações lembra Encilhamento, diz Zunga.