Usuários de serviços de valor agregado são mais exigentes


Um levantamento da Nielsen indica que 19% dos usuários de telefonia celular no país já usam serviços de valor agregado (VAS), enquanto 16% usam o aparelho apenas para voz; 28% para voz e envio de torpedos (SMS), e outros 37% para features offline, como ouvir FM, carregar música, etc. Do universo de 19% que usam …

Um levantamento da Nielsen indica que 19% dos usuários de telefonia celular no país já usam serviços de valor agregado (VAS), enquanto 16% usam o aparelho apenas para voz; 28% para voz e envio de torpedos (SMS), e outros 37% para features offline, como ouvir FM, carregar música, etc. Do universo de 19% que usam o aparelho para navegar na internet, baixar jogos e aplicativos, 20% estão num grupo conhecido como heavy users de tecnologias embarcadas e gastam 20% a mais em telefonia móvel na comparação com os que usam apenas o serviço de voz. "Em comparação aos demais usuários, este grupo também é mais exigente em relação a qualidade da rede, ao atendimento e a oferta de plano/preço", alertou o diretor da Nielsen, José Reinaldo Riscal, que participou hoje do evento tela Viva Móvel, realizado em São Paulo.

Outro dado destacado pelo executivo da Nielsen foi em relação as redes sociais, acessadas por 80% dos internautas brasileiros. Riscal lembrou, no entanto, que esse público acessa as redes sociais por uma rede fixa e que é preciso discutir como será a migração da plataforma fixa para a móvel, no acesso às redes sociais. "Com as redes 3G aumenta a possibilidade de acesso a internet móvel, porém, o custo tem que ser acessível para que não se torne uma barreira de entrada", destacou. Ele defendeu a necessidade de uma adequação da oferta e do conteúdo ao perfil do cliente. Nesse sentido, outro palestrante, o presidente da Qualcomm Brasil, Paulo Breviglieri, destacou as vantagens do Plaza Suite, solução anunciada esta semana pela empresa que, entre outras inovações, permite que as empresas que vendem aplicativos (caso, por exemplo, de operadoras móveis) conheçam melhor o perfil dos consumidores e criem ofertas personalizadas.

A suite de soluções Plaza oferece dois produtos: um, o Plaza Retail permite que os desenvolvedores de aplicativos ofereçam uma solução única para qualquer tipo de aparelho, independente da marca ou da tecnologia de rede; além de ser compatível com qualquer sistema operacional (por enquanto está disponível para Java, mas, foi planejado também para Android, Symbian, Palm e Windows Mobile). O segundo produto é o Plaza Mobile Internet, plataforma que oferece uma arquitetura aberta aos publishers e operadoras para que possam desenvolver, dar suporte e comercializar conteúdo de internet em aparelhos celulares.

Anterior Vendas de celulares têm queda de 9,4%
Próximos Para Bechara, radiodifusores precisam enfrentar convergência.