Usuário processa Google por rastreamento à revelia, nos EUA


Um usuário decidiu acionar o Google na Justiça dos Estados Unidos após a revelação de que a empresa rastreia as pessoas mesmo quando estas optam por desligar o histórico de localização do smartphone. Uma pessoa identificada como Napoleon Patacsil entrou com o pedido de reparação em corte federal na cidade de São Francisco, na Califórnia. Ele pede que a ação seja coletiva, em nome de todos os usuários do sistema Android dos EUA afetados.

No pedido para abertura do processo, Patacsil diz que a empresa mentiu ao dizer que a função “location history” poderia ser desligada para evitar o rastreamento do usuário. E que documentos comprovam que a empresa violava leis de privacidade do estado da Califórnia ao permitir que terceiros tivessem acesso aos dados de localização coletados à revelia.

O autor da ação não estipulou valores de indenização. Um juiz deverá avaliar se o processo será, ou não, aceito e se Patacsil pode representar todos os usuários do país que tenham sido afetados. (Com agências internacionais)

Anterior Em três anos, Samsung Pay realiza 1,3 bilhão de transações no mundo
Próximos TSE mantém multa de R$ 3,2 milhões ao Facebook

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *