União Europeia condena monopólio da Portugal Telecom



Portugal terá que alterar a sua legislação sobre o serviço universal, e acabar com a concessão exclusiva da Portugal Telecom para prestar o serviço básico de telecomunicações até o ano de 2025. Para o Tribunal de Justiça da União Europeia, a exclusividade na prestação dos serviços básicos concedida à Portugal Telecom (que em breve integrará a Oi) fere a Diretiva europeia do Serviço Universal.Essas regras determinam que os Estados-membros utilizem um “mecanismo de designação eficaz, objetivo, transparente e não-discriminatório” na escolha dos operadores que irão prestar o serviço de telefonia fixa. ( Da redação, com agências internacionais).

Anterior Sardenberg cobra dos investidores mudança de comportamento
Próximos Brasil perde eleição na UIT