UIT monta grupo para definir padrões em internet das coisas


A União Internacional de Telecomunicações, ligada à Organização das Nações Unidas (ONU), criou um grupo de trabalho para padronizar plataformas e protocolos da internet das coisas. O grupo, batizado de ITU-T 20, terá como foco desenvolvimento dos padrões para uso em smart cities, incluindo comunicações máquina a máquina (M2M) e sensores ubíquos.

Segundo a UIT, o ponto mais importante sobre o qual o grupo vai se debruçar será a padronização de arquiteturas fim a fim e a interoperabilidade de aplicações e conjuntos de dados. A entidade afirma que haverá 50 bilhões de dispositivos conectados em 2020, reproduzindo estimativa já revista – e reduzida – da Ericsson. A primeira reunião do grupo deve acontecer em Singapura, ainda em data a ser definida.

Anterior Telefónica alerta para o risco da criação de "internet feudal"
Próximos O ambiente da internet não é virtual, diz Girasole