UIT deve revisar regras de uso de espectro


A Conferência Mundial de Radiocomunicações, que conta com a participação de mais de 3 mil representantes dos países e empresas-membros da União Internacional de Telecomunicações (UIT), começou nesta terça-feira (24) em Genebra. A reunião irá discutir ao longo das próximas quatro semanas o regulamento internacional sobre o uso de espectros de radiofrequência e órbitas satelitais, buscando adequar as regras a novas tecnologias como banda larga móvel e sinais de TV de ultra-alta-definição (UHDTV, na sigla em inglês).

 

“A Conferência irá revista e modificar as regras globais de espectro para assegurar que esse recurso precioso seja usado para o benefício de todos”, disse o secretário-geral da UIT, Hamadoun Touré, segundo comunicado. O objetivo é tornar mais eficiente o uso de espectro, cada vez mais escasso, dada a convergência dos serviços de comunicação móveis.

 

O evento contará com mais de 3 mil participantes de 150 dos 193 países-membros da UIT, além de 100 observadores do setor privado e diversas organizações internacionais, e é presidido por Tarek Al Awadhi, dos Emirados Árabes.

 

“As decisões tomadas pelos membros da UIT durante a Conferência terão um papel vital na melhoria do acesso e desenvolvimento da infraestrutura de tecnologias sem-fio, particularmente em banda larga móvel. O objetivo é possibilitar a introdução das últimas tecnologias ao mesmo tempo que protegemos investimentos e damos prioridade a grandes economias”, disse o diretor da secretaria de radiocomunicações do órgão da ONU, François Rancy.

 

A UIT também pretende usar a Conferência para impulsionar a implementação da banda larga móvel e de outras tecnologias avançadas, como a UHDTV, além de promover o uso do espectro do chamado “dividendo digital”, resultado da mudança da TV analógica para a TV digital. (Da redação, com assessoria de imprensa)

Anterior Verizon tem prejuízo no 4º tri pressionada por vendas de iPhone
Próximos TIM lança aplicativo de Carnaval