UIT aprova adaptador universal de energia


 
A União Internacional de Telecomunicações (UIT) chegou a um primeiro acordo referente ao padrão para fontes de alimentação em dispositivos como modems, decodificadores de televisão e telefones fixos.

 

O novo adaptador universal de energia promete um menor desperdício energético e um menor desperdício de lixo eletrónico por ser universal e utilizável em diferentes dispositivos. O tempo de vida destes equipamentos está estimado em dez anos, o que por sua vez reduz a necessidade de produção de mais adaptadores e carregadores. As consequências ambientais estendem-se à “poupança” de matérias-primas.

 

As preocupações ambientais estão na base de desenvolvimento deste adaptador universal de energia, como reiterou em nota de imprensa o secretário-geral da UIT, Hamadoun Touré: “Este importante standard orientado para o ambiente vai marcadamente reduzir o lixo eletrónico e a emissão de gases de efeito estufa, enquanto ajuda os vendedores e os consumidores a pouparem dinheiro”.

 

Um estudo desenvolvido em conjunto pela UIT e pela Universidade de Génova concluiu que um adaptador de energia padronizado permitirá reduzir em 300 mil toneladas anuais a quantidade de e-waste. O consumo de energia e de emissão de gases de efeito de estufa poderão ser reduzidos entre 25% a 30%.

 

O novo padrão proposto pela UIT também tem vantagens a nível prático para o utilizador, pois uma fonte de alimentação unificada permite uma gestão mais simples dos aparelhos.

Conhecido oficialmente como Recomendação ITU-T L.1001, o novo standard de alimentação para pequenos dispositivos eletrônicos é compatível com carregadores fotovoltaicos (de 5V e 12V), o que será vantajoso para países menos desenvolvidos onde a corrente alternada é inconstante. ( agências internacionais).



Anterior MiniCom cria grupo para desligamento de TV analógica
Próximos Emília apresenta proposta de regulamento de frequência no conselho consultivo.