TV.Síntese: Anatel estuda canal de retorno para TV aberta em 700 MHz


 

Os fornecedores afirmam que irão entregar no prazo. Os operadores esperam que os aparelhos caiam de preço . E a Anatel antecipa os estudos sobre a faixa de 700 MHz. Estes são alguns dos temas abordados pelo TV.Síntese que está no ar, mesa-redonda que trata da 4G, a tecnologia LTE.

 

O conselheiro da Anatel, Jarbas Valente, antecipou na entrevista alguns dos princípios que estão norteando o estudo sobre a nova destinação da frequência de 700 MHz, hoje totalmente ocupada pelos canais de TV analógicos e digitais. Além de assegurar este espectro para a oferta de banda larga, como já anunciou o ministro Paulo Bernardo, a agência acredita que será possível incluir canais de retorno para as emissoras de TV abertas, o que possibilita uma nova oportunidade de negócios para os radiodifusores.

 

Já o diretor de Estratégia Relações com os Investidores da Telefônica/Vivo, Carlos Schoeninger, assinalou que a 4G que será conhecida no país a partir de abril do próximo ano (na faixa de 2,5 GHZ) trará uma nova experiência para o usuário. Mas ele salienta que a maioria dos brasileiros precisa ainda conhecer os serviços oferecidos pela 3G. “Cerca de 80% da população brasileira não teve acesso à tecnologia 3G”, completa.

 

O anúncio da destinação da faixa de 700 MHz para a banda larga é fundamental para o incremento  da oferta, afirmou Lourenço Coelho, vice-presidente de Marketing e Estratégia da Ericsson para América Latina e Caribe, assinalando que os usuários não têm mais um horário fixo para entrar na internet, aumentando cada vez mais o seu consumo de bits e dados e que vão precisar cada vez mais de frequência; e  José Augusto de Oliveira Neto, CTO da Huawei, assinalou que não haverá problemas para as empresas entregarem os equipamentos a tempo de a 4G do celular estar disponível para a Copa das Confederações. ( Da Redação).

Entrevista com Carlos Schoeninger, diretor de Estratégia e Relações com Investidores Telefônica/Vivo;
Jarbas Valente, conselheiro da Anatel; José Augusto de Oliveira Neto, CTO Huawei; Lourenço Coelho, vice-
presidente de Marketing e Estratégia da Ericsson para América Latina e Caribe

Anterior Pesquisa vê preocupação de 86% dos brasileiros com segurança nas redes sociais
Próximos Anatel multa Telefônica/Vivo em R$ 37,8 milhões