TV paga perdeu 142 mil assinantes em janeiro


A base de TV por assinatura brasileira voltou a encolher em janeiro. Em comparação com o mês anterior, dezembro, houve retração de 0,81%. Isso equivale ao desligamento de 142,5 mil acessos. O segmento encerrou o mês com o total de 17,46 milhões de clientes.

A operadora que apresentou maior número absoluto de desativações foi a Telecom Americas (Claro/NET), com 88,5 mil. A tele perdeu usuários tanto no DTH quanto no cabo.

Já as operadoras regionais, tiveram a maior perda relativa, com o cancelamento de 9,31% assinaturas. Donas de uma base bem menor, têm também números mais voláteis.

Até mesmo a Oi, que vinha crescendo sem parar no último ano, apresentou retração mensal.

Os motivos para a queda podem ser vários. Fala-se no mercado do papel que o desemprego e a demorada retomada econômica teve sobre o poder de consumo da TV paga. Pesquisa recente indica, ainda, que o Brasil já sofre forte impacto da tendência “cord cutter”, em que o cliente troca a TV linear por aplicativos de streaming de vídeo sob demanda.

Abaixo, veja o desempenho de cada empresa em dezembro de 2018 e em janeiro de 2019.

Operadoras 2018-12 2019-01 Saldo Mês Variação
TELECOM AMERICAS 8.600.763 8.512.207 -88.556 -1,03%
Outras 377.789 342.615 -35.174 -9,31%
TELEFÔNICA 1.566.567 1.553.178 -13.389 -0,85%
ALGAR (CTBC TELECOM) 83.851 81.560 -2.291 -2,73%
SKY/AT&T 5.281.535 5.279.942 -1.593 -0,03%
OI 1.601.814 1.600.974 -840 -0,05%
CABO 44.988 44.507 -481 -1,07%
NOSSATV 46.223 45.989 -234 -0,51%
Total Geral 17.603.530 17.460.972 -142.558 -0,81%

Em 12 meses, tombo foi de 6,7%

Na comparação dos números de janeiro de 2019 com os de janeiro de 2018 também há perda de clientes. No caso, a retração do segmento é de 6,7%, equivalente a 1,25 milhão de desligamentos.

A Telecom Américas (Claro/NET) também é responsável pela maior parcela dos cancelamentos, principalmente em tecnologia DTH (satelital). A operadora perdeu 1,35 milhão de acessos no período, equivalente a 13,7% da base.

A Telefônica foi a segunda empresa que mais perdeu usuários. Foram 123 mil a menos, uma retração de 7,38%.

A empresa do pastor RRSoares, no entanto, permanece imbatível em evasão de assinantes devido à forte limpeza realizada em meados de 2018, o que a fez registra queda de 64% nos acessos.

Apenas duas operadoras de TV conseguiram crescer ano a ano: Sky, com 58 mil novos clientes, e Oi, com 282 mil adições.

Operadoras 2017-01 2019-01 Saldo Anual Variação Anual
TELECOM AMERICAS 9.864.048 8.512.207 -1.351.841 -13,70%
TELEFÔNICA 1.676.903 1.553.178 -123.725 -7,38%
NOSSATV 127.917 45.989 -81.928 -64,05%
ALGAR (CTBC TELECOM) 97.370 81.560 -15.810 -16,24%
Outras 356.414 342.615 -13.799 -3,87%
CABO 51.586 44.507 -7.079 -13,72%
SKY/AT&T 5.221.719 5.279.942 58.223 1,12%
OI 1.318.125 1.600.974 282.849 21,46%
Total Geral 18.714.082 17.460.972 -1.253.110 -6,70%

Quanto à participação de mercado, Claro e NET seguem líderes, ao lado de Sky. Juntas, as companhias detêm 79% dos assinantes de TV. Já a Oi (9,17%) cresceu a ponto de superar a Telefônica (8,9%).

Anterior CPFL Soluções investe R$ 21,7 milhões em fazenda solar para Algar Telecom
Próximos Cade condena cartel no mercado de componente para monitores e notebooks de LCD

3 Comments

  1. Evandro
    28 de Fevereiro de 2019

    Já podem computar o meu cancelamento também. Pagar para assistir propagandas? não mais.

  2. André
    5 de Março de 2019

    Como não poderia ser diferente a Net com seu o péssimo pós venda, pelo menos aqui em SP, e sua ganância por tirar cada vez mais dinheiro dos seus assinantes, está vendo seu leque de clientes encolher cada vez mais.

  3. Daniel
    15 de Março de 2019

    A SKY está tentando enganar as pessoas que possuem SKY livre.
    Venderam os equipamentos e agora que criaram a SKY pré pago excluíram todos os canais abertos e obrigam os clientes SKY livre migrar para Sky pré pago.
    Uma vergonha!!