TV paga gera mais da metade da renda do mercado audiovisual brasileiro


Segundo a Ancine, o setor audiovisual brasileiro gerou, em 2014, R$ 24,5 bilhões para a economia. E pela primeira vez as atividades vinculadas ao segmento de TV por assinatura – a produção de conteúdo audiovisual e a sua distribuição – ultrapassaram o de TV aberta.

Fonte: Ancine

A Ancine divulgou hoje, 7, Estudo sobre Valor Adicionado pelo Setor Audiovisual Brasileiro, que tem como base os dados do IBGE e o Sistema de Contas Nacionais. O estudo apurou que em 2014 o setor audiovisual brasileiro gerou R$ 24,5 bilhões para a economia, enquanto que em 2007, o segmento representava apenas R$ 8,7 bilhões correntes. Desse montante de 2014, o segmento de TV paga, (considerando as operadoras  e as produtoras vídeo voltadas para preencher as cotas de conteúdo nacional dos os canais por assinatura) pela primeira vez ultrapassou, em valor, a TV aberta, e já gera mais da metade da renda do mercado audiovisual.

Conforme a Ancine, que classifica o mercado em 11 atividades econômicas, enquanto o segmento de TV por assinatura cresceu sua participação 21,4 pontos percentuais entre 2007 e 2014, a TV aberta teve uma queda de 22,2 pontos percentuais no mesmo período. Mas em valor adicionado gerado, os dois segmentos estão quase empatados: a TV aberta respondeu por R$ 11,753 bilhões e a TV fechada por R$ 12,650 bilhões em 2014.

Ainda segundo a agência, a ” tendência no aumento da participação do segmento da TV Paga continua a se dar tanto entre as operadoras quanto entre as programadoras. A participação das operadoras, que era de 24,3% em 2007, passou para 38,2% em 2014. Já a atividade das programadoras teve participação de 13,5% na renda do setor audiovisual em 2014. Em 2007, esse valor era de apenas 6%.”

Fonte: Ancine

Anterior FCC quer mais poder do internauta no uso de seus dados pelo provedor de internet
Próximos Acirra a disputa pela liderança da 4G : Vivo ativa mais 17 cidades