TV paga desliga 52 mil assinantes em maio


Houve expansão no Norte e Centro-Oeste, e retração no resto do país. São Paulo foi estado com mais desligamentos. Entre as operadoras, Sky foi a que mais perdeu clientes.

A TV paga continuou a perder assinantes em maio deste ano. O segmento contabilizou 52,3 mil assinantes a menos que em abril. Terminou maio com 17,85 milhões de acessos, uma retração de 0,29% na base, na comparação mês a mês.

O destaque ficou por conta da Sky, operadora que mais desligou clientes. A empresa retirou 53,4 mil assinantes de sua base. Mas ainda continua a ser a segunda maior empresa deste mercado, com 5,2 mil clientes.

A Claro Brasil, dona da Net, ganhou 3,9 mil acessos de TV em maio. Encerrou o mês com 8,95 milhões de assinantes.

No terceiro lugar das empresas com mais clientes em TV do país, conforme os dados divulgados pela Anatel, vem a Vivo. A empresa acrescentou 3,6 mil assinaturas no mês, fechando com 1,59 milhão de acessos.

A Oi, quarta colocada, tinha 1,53 milhão de assinantes de TV, 9,5 mil a mais que em abril. Isso fez da tele a que mais cresceu em relação à própria base de clientes.

Novas fronteiras

Os dados do mês mostram que a TV paga cresce nas áreas em que sempre teve menos clientes. Centro-Oeste e Norte do país foram as únicas regiões a registrar expansão líquida na base. O Sudeste, área com maior concentração de operadoras e penetração do serviço, foi a que teve maior quantidade de desligamentos.

Região Abril de 2018 Mario de 2018 Saldo Variação %
Centro-Oeste 1246246 1248822 2576 0,2%
Nordeste 2086885 2085145 -1740 -0,1%
Norte 780246 785033 4787 0,6%
Sudeste 11010450 10956549 -53901 -0,5%
Sul 2783500 2779471 -4029 -0,1%
Total Geral 17907327 17855020 -52307 -0,3%

Os estados de Pará, Maranhão, Amazonas, Tocantis, Distrito Federal, Goiás, Piauí, Mato Grosso do Sul e Acre foram os únicos a registrar evolução de clientes na TV por assinatura. Todos os demais encolheram. Em termos relativos, Roraima foi o que mais perdeu base. Em números absolutos, no entanto, São Paulo aparece à frente, com quase 30 mil desligamentos, seguido de Minas Gerais e Rio de Janeiro, com pouco mais de 13 mil desligamentos em maio.

Anterior Receita da Samsung deve cair, e da LG subir, no segundo tri
Próximos Telecom Italia não será mais multada por tomada de controle da Vivendi

3 Comments

  1. Antonio
    7 de julho de 2018

    Que se exploda tv paga acham que somos burro pagar oque nao vale .acharam que ia ser teve so pra ricos se lascaro hj ninguem quer tem todos os canais de grasa adeus vcs operadoras .thal

  2. Compay Fernando
    7 de julho de 2018

    Na crise, os brasileiros estão aprendendo a se protegerem contra as extorsões dessas empresas, cobram fortunas pelas grades

    compostas dos canais que realmente interessam.

  3. Rogério Pires
    9 de julho de 2018

    Estou aguardando meu pacote de 12 meses fechados com a NET terminar (aí o preço sobe substancialmente) para mudar para um plano básico de TV em HD. Só não cancelo de vez, porque onde moro não consigo TV aberta de qualidade. Prefiro uma internet boa e continuar pagando serviços de Stream como NETFLIX e AMAZON.