TV dos EUA terá que informar na internet quanto ganha por propaganda política


 

Apesar de forte pressão contrária das emissoras de TV abertas norte-americanas, o colegiado da FCC (Federal Communications Comission) aprovou, na última sexta-feira, a resolução que determina às emissoras de radiodifusão a postarem online os valores que cobram para a veiculação de publicidade política. As informações, antes disponíveis em papel nas sedes das emissoras, terão agora que ser publicadas em tempo real no site da própria FCC.

 

A decisão não foi unânime, pois o representante do partido Republicano, Robert McDowell, votou contrário a esta nova norma. A Associação Nacional dos Radiodifusores (ANB) norte-americana criticou a decisão por considerar que ela pode ferir a competição entre as emissoras.

 

Diferentes grupos da sociedade civil norte-americana aprovaram a medida, pois argumentam que a partir dela, o eleitor poderá saber quanto os candidatos gastam com a propaganda política e quem são os grupos que os apoiam, comprando esses espaços de TV.

PUBLICIDADE

 

No Brasil, a propaganda política “gratuita” é custeada pelo Orçamento Geral da União, ou seja, por todos os contribuintes. ( Da redação).

Anterior Oi tem novo foco para o mercado corporativo
Próximos Justiça nega liminar às teles para abertura dos contratos da Telebras