TV digital: sinal terá que cobrir todas as cidades brasileiras até dezembro de 2013.


Em 31 de dezembro de 2013 o sinal digital estará disponível em todos os municípios brasileiros e em 29 de junho de 2016 as transmissões analógicas para TV aberta serão desligadas. As duas datas constam do cronograma de implantação da TV digital no país, divulgado hoje, 10, pelo Ministério das Comunicações e que será publicado amanhã, por meio de portaria, …

Em 31 de dezembro de 2013 o sinal digital estará disponível em todos os municípios brasileiros e em 29 de junho de 2016 as transmissões analógicas para TV aberta serão desligadas. As duas datas constam do cronograma de implantação da TV digital no país, divulgado hoje, 10, pelo Ministério das Comunicações e que será publicado amanhã, por meio de portaria, no Diário Oficial.

Conforme o cronograma, até 29 de dezembro deste ano as especificações sobre o sistema brasileiro de TV digital – que estão sendo discutidas esta semana em reunião no Itamaraty com integrantes dos governos brasileiro e japonês – estarão concluídas e em 3 de dezembro do ano que vem terão início as primeiras transmissões comerciais em sinal digital na cidade de São Paulo.

As geradoras de TV situadas na capital paulista terão até 29 de dezembro deste ano para solicitar a consignação dos canais digitais ao Ministério das Comunicações. Seis meses depois, a partir de 29 de junho de 2007, começa a contar o prazo de solicitação dos canais digitais para as geradoras e retransmissoras do restante do país.

Segundo o ministro Hélio Costa, as datas fixadas são uma sinalização para as emissoras, mas nada impede que elas antecipem as transmissões digitais. “Na medida em que São Paulo começar, haverá um interesse generalizado”, destacou Costa. Ele ressaltou, porém, que as emissoras que não fizerem as solicitações ao Minicom dentro do prazo máximo estabelecido, correm os risco de ficar sem canal digital. Costa informou que várias equipes serão formadas no ministério, inclusive com novos funcionários concursados, para que seja possível analisar todos os pedidos e liberar os canais dentro dos prazos fixados.

Confira o que prevê o cronograma do governo:

. Até 29 de dezembro de 2006, as geradoras da cidade de São Paulo devem pedir os canais;

. Após 29 de junho de 2007 até 30 de novembro do mesmo ano, as geradoras de Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Rio de Janeiro e Salvador devem fazer a solicitação;

. Até 31 de março de 2008, o pedido deve ser feito pelas geradoras de Belém, Curitiba, Goiânia, Manaus, Porto Alegre e Recife;

. Até 31 de julho de 2008, o pedido deve ser feito pelas geradorasde Campo Grande, Cuiabá, João Pessoa, Maceió, Natal, São Luís e Teresina;

. E até 30 de novembro de 2008, pelas geradoras de Aracajú, Boa Vista, Florianópolis, Macapá, Palmas, Porto Velho, Rio Branco e Vitória;

. As geradoras situadas nos demais municípios terão entre 1º de outubro de 2007 até 31 de março de 2009 para fazer a solicitação dos canais;

. As retransmissoras situadas nas capitais e no DF terão o prazo máximo de 30 de abril de 2009 para fazer o pedido;

. E as retransmissoras localizadas nos demais municípios brasileiros terão o prazo máximo de 30 de abril de 2011 para fazer a solicitação.

Anterior Banda larga pré-paga, um caminho para a sua massificação.
Próximos Michel Levy, presidente da Microsoft Brasil.