A experiência em Rio Verde, a primeira cidade a ter exclusivamente o sinal digital de televisão, trouxe uma surpresa para o governo federal e as entidades envolvidas nesse processo. Uma quantidade apreciável de televisores, principalmente de tubo, foi jogada no lixo. A partir dessa referência, alguns cálculos apontam para aproximadamente 200 mil aparelhos descartados em Brasília, cuja conversão está programada para outubro. Isso levou a Secretaria de Inclusão Digital, vinculada ao Ministério da Comunicação e agora ao MCTIC (Ministério da Ciência e Tecnologia, Inovação e Comunicações), a buscar acordos dentro de seu programa de recondicionamento de computadores. O primeiro foi fechado entre a Seja Digital, responsável pelas campanhas de esclarecimento da TV digital, e a ONG Programando o Futuro.

A questão foi discutida hoje durante o 18º Wireless Mundi, realizado em São Paulo. Leia mais sobre isso no Inovação nas Empresas .