TV digital: governo não considera adiar decisão para depois das eleições


Os ministros e técnicos do governo envolvidos com o processo de escolha do padrão para a TV digital brasileira não trabalham com a perspectiva de adiar a decisão para depois das eleições a fim de evitar pressões políticas sobre a definição. “ Ninguém está trabalhando com esse cenário”, disse hoje, 7, fonte do governo que …

Os ministros e técnicos do governo envolvidos com o processo de escolha do padrão para a TV digital brasileira não trabalham com a perspectiva de adiar a decisão para depois das eleições a fim de evitar pressões políticas sobre a definição. “ Ninguém está trabalhando com esse cenário”, disse hoje, 7, fonte do governo que tem acompanhado de perto as discussões. A hipótese de prorrogação da decisão, para que ela não seja coincidente com o processo eleitoral, foi levantada esta semana pelo ministro da Cultura, Gilberto Gil, que defendeu uma definição apenas em 2007, e também por representantes do padrão europeu.
Segundo a fonte, a delegação do governo japonês só deve chegar ao Brasil por volta do dia 20. O governo brasileiro espera os japoneses para assinar um termo de compromisso no qual ele oficializará sua escolha pelo padrão ISDB. Somente após a assinatura desse documento é que poderá haver a edição de um decreto presidencial no qual serão explicitadas as características do Sistema Brasileiro de TV Digital, como o padrão de modulação a ser adotado e o prazo de transição do sistema analógico para o digital.

Anterior BrT faz nova emissão de debêntures
Próximos Leal Costa na presidência da CTBC Telecom