TV a cabo quer ser parceira do governo no PNBL


As empresas de TV a cabo representam 30% do mercado total de banda larga no Brasil, apesar da cobertura limitada. As operadoras fecharam o primeiro semestre de 2011 com um total de 3,9 milhões de assinantes para seus serviços de internet, segundo a Associação Brasileira de TV por Assinatura (ABTA). Já as provedoras de telefonia fixa detém 9,3 milhões de assinantes de banda larga.

O presidente da ABTA, Alexandre Annenberg, prevê, no entanto, que isso deve mudar com a abertura do mercado pelo governo. “Talvez tenhamos a desconcentração e pulverização com as pequenas operadoras em mercados onde antes não havia demanda”, afirmou Annenberg em evento nesta segunda-feira (1o). Ele disse ainda que as empresas já estão investindo em infraestrutura visando a convergência de seus serviços de televisão com a internet banda larga, fazendo a troca dos cabos coaxiar por fibras ópticas, especialmente tendo em vista a implementação do Plano Nacional de Banda Larga. “A TV a cabo sem dúvida será um dos principais parceiros (do governo)”, disse.

Anterior Qualidade do SCM prevê velocidade mínima de 60% da contratada
Próximos Fabricante terá que ressarcir consumidor por celular quebrado