Orelhões poderão ter publicidade


O Conselho Diretor da Anatel aprovou hoje (18) o regulamento de uso do Terminal de Uso Público (TUP), que permite às concessionárias usarem os terminais para fazer propaganda, tanto no “orelhão” como no visor do TUP ou propaganda auditiva (neste caso, o usuário poderá falar de graça por um período, desde que escute antes a mensagem publicitária). Foi aprovado também a substituição do cartão indutivo, ainda usado nos TUPs no Brasil, por outro meio de pagamento, que pode ser até um cartão de crédito.

“Foram aprovadas as questões básicas da publicidade, mas os detalhes, como o valor do desconto na chamada e a definição sobre como se dará a escolha do usuário, se ele quer ou não ouvir a propaganda, ainda será regulamentada”, esclareceu o conselheiro Jarbas Valente, que relatou a matéria.

Meio de pagamento

As operadoras estão testando sistemas para a substituição dos cartões indutivos e, em princípio, devem usar um sistema semelhante ao adotado em outros países, como os europeus, chamado calling card. O usuário adquire seu cartão, raspa para visualizar o número e disca (usando o mesmo teclado atual do orelhão, uma vez que o novo sistema será virtual) para a operadora. O cartão traz também um “pin” do usuário. Dessa forma, não será necessária a substituição dos atuais orelhões.

Os cartões indutivos são fornecidos atualmente por uma única empresa, a Valid, que está descontinuando a fabricação. Durante 18 meses vão conviver os dois sistemas. De acordo com as informações da reunião do Conselho Diretor da Anatel, a empresa está comprometida com o fornecimento de cartões até 2015.

Anterior Tarifas de rede móvel e fixa vão cair a partir de 2016. VU-M reduz 90% até 2019
Próximos Anatel leva universalização da telefonia fixa a consulta pública e troca orelhão por fibra óptica