Trump sugere à Apple “construir” redes 5G nos Estados Unidos


O inesperado marcou o dia seguinte da visita do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ao próximo campus da Apple em Austin, no Texas. No seu Twitter, ele sugeriu que a fabricante de smartphones ajude a “construir” as redes 5G no país. O recado foi encarado por especialistas como um sinal de desconhecimento sobre como funciona esse mercado uma vez que a Apple, além de não desenvolver infraestrutura, ainda não lançou até agora um modelo de smartphone com compatibilidade 5G, ao contrário de concorrentes como Samsung, LG e One Plus.

Em seu tweet, Trump disse que ontem, em Austin, pediu ao presidente da Apple, Tim Cook, que desenvolva a 5G no país. “Eles têm tudo: dinheiro, tecnologia, visão e Cook”, afirmou o presidente. Até agora, a 5G tem sido alvo de muita polêmica no governo Trump, que quer afastar a Huawei do mercado dos Estados Unidos mas não conta com uma empresa norte-americana que tenha alcançado os níveis de investimento e desenvolvimento da tecnologia como a concorrente chinesa, a sueca Ericsson, a finlandesa Nokia e a coreana Samsung. Essas companhias, inclusive, estão entre os fornecedores de tecnologia de operadoras no país, como Verizon e T-Mobile.

“Esse tweet sugere que o presidente não entende o que é 5G e nem necessariamente o que a Apple faz”, disse Roger Cheng, executivo da CNet. A Apple nunca investiu em infraestrutura de telefonia móvel nem sequer sinalizou nesse caminho. E mesmo que pensasse sobre isso, os US$ 200 bilhões que possui em caixa no terceiro trimestre não seria suficiente para investir em uma rede do zero. E ainda por cima teria de lidar com retorno dos investimentos e margens de lucro muito menores do que está acostumada em seu negócio principal.

Anterior TCU vê falhas na operacionalização dos serviços de TI pelos órgãos públicos
Próximos Telefónica México fecha acordo com a AT&T para utilizar rede móvel da concorrente

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *