Trump prorroga decreto que baniu Huawei dos EUA


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, prorrogou por mais um ano a vigência do decreto publicado em maio de 2019 que, na prática, baniu a Huawei e a ZTE do mercado local. O decreto estabelece emergência nacional e autoriza o governo a regular as compras do setor privado no país. No caso, o dispositivo vetou a aquisição por parte das operadoras de equipamentos produzidos por fabricantes considerados ameças à segurança nacional.

O texto não cita expressamente nem a Huawei, nem a ZTE. Mas uma lista formulada pelo Departamento de Comércio, que classifica ambas as empresas como um risco à segurança, foi publicada na mesma semana, e deve ser reeditada nos próximos dias.

PUBLICIDADE

Ainda que o decreto tenha restringido o acesso das chinesas ao mercado norte-americano, o contrário não aconteceu. O mesmo Departamento de Comércio vem emitindo, de tempos em tempos, licenças para que fabricantes de componentes e desenvolvedores de software vendam para a Huawei. Uma renovação dessa autorização será publicada na sexta-feira, 15, segundo a agência de notícias Reuters.

O governo Trump também vem emitindo licenças para as operadoras continuarem contratando serviços de manutenção dos equipamentos que já possuem da Huawei e da ZTE. A CTIA, associação das operadoras do país, vem pressionando para que uma licença de longo prazo seja emitida. A seu ver, o prejudicado pode ser o consumidor, caso equipamentos atualmente em uso sejam comprometidos por causa das limitações impostas pela Casa Branca. (Com agências internacionais)

Anterior Serpro se prepara para compra de sistema de identificação biométrica
Próximos Em acordo com a MUV, CPFL adere à navegação patrocinada