Trump escolhe assessores contrários à neutralidade de rede


dondald-trump-releaseO presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, escolheu dois executivos contrários à neutralidade de rede para assessorá-lo nas questões sobre telecomunicações durante a transição do governo Barack Obama. Jeff Eisenach era lobista da Verizon no Congresso, enquanto Mark Jamison, professor da Universidade da Flórida, foi lobista para a Sprint. Ambos criticaram as políticas da Federal Communications Commission (FCC) de adotar critérios para regular a neutralidade de rede no país.

Ambos vão aconselhar Trump sobre qual equipe montar para ocupar a FCC a partir de janeiro, quando o novo presidente do país poderá alterar sua composição. O atual chairman da FCC, Tom Wheeler, ligado ao partido Democrata, já confirmou que deixará o cargo.

Os assessores são uma boa notícia principalmente para a AT&T, que recentemente propôs uma fusão com a TimeWarner. Segundo veículos da imprensa norte-americana, ambos defendem a consolidação no setor de telecounicações e vêm com bons olhos o crescimento por aquisição de operadoras, inclusive adquirindo grupos de mídia. Eisenach defendeu publicamente, no passado, a fusão naufragada em 2013 entre Comcast e TimeWarner, e a tentativa da AT&T em comprar a T-Mobile, em 2011. (Com agências internacionais)

Anterior Vilela afirma que seu PL sai da Câmara na próxima semana
Próximos Menos da metade da população mundial tem acesso à internet

1 Comment

  1. Daniel santos
    23 de novembro de 2016

    Somente um desinformado para achar que um partido de esquerda (PT, PSOL, e Partido Democrata nos EUA) estava realmente defendendo a “neutralidade” da internet. “Neutralidade” para eles é o governo mandar em tudo. Certamente teremos melhoria em todos os aspectos assim que enxotarem dos órgãos reguladores qualquer um que defenda uma maior atuação estatal.