Treinamento de monitores para telecentros começa este mês


Doze mil monitores começam a ser treinados este mês nos 214 Ifets (Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia) existentes no país, para atuarem nos mais de cinco mil telecentros municipais, instalados em parceria com o Ministério das Comunicações. Cada prefeitura pode inscrever dois servidores no curso, que serão capacitados para trabalhar com o sistema …

Doze mil monitores começam a ser treinados este mês nos 214 Ifets (Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia) existentes no país, para atuarem nos mais de cinco mil telecentros municipais, instalados em parceria com o Ministério das Comunicações. Cada prefeitura pode inscrever dois servidores no curso, que serão capacitados para trabalhar com o sistema operacional desenvolvido sobre plataforma de software livre.

O curso terá 40 horas de duração, em tempo integral, durante uma semana.  “A rede federal de educação tecnológica vai funcionar como indutor e disseminador dessa tecnologia nos municípios”, informa Carlos Paiva, Coordenador de Acompanhamento de Projetos Especiais do ministério.

O Ministério das Comunicações investiu R$ 6,2 milhões para custear despesas com locomoção para os doze mil monitores que serão capacitados. A verba foi repassada ao Ministério da Educação por meio de um Termo de Descentralização de Crédito e será gerenciada pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, que coordenará toda a capacitação.

O curso de capacitação dos monitores acontece agora, aproveitando o período de férias dos alunos dos Ifets. Segundo Paiva, os monitores treinados funcionarão como multiplicadores em seus municípios. Ele disse que esses trabalhadores terão fundamental importância na ampliação do programa de inclusão digital. Nos próximos dias, o Minicom deve lançar o edital para compra de mais 15 mil kits para telecentros, que serão implantados até 2010.

Anterior Huawei lidera vendas de solução de quarta geração
Próximos Brasileiro navega mais na internet e acesso a portais aumenta 22%