Tráfego de não-computadores salta 60% entre maio e agosto


O total de visualizações de páginas da internet feitas através de dispositivos que não são computadores registrou um crescimento de 60% entre maio e agosto deste ano, embora ainda representem apenas 1% do tráfego da web do Brasil. É o que conclui a pesquisa Device Essentials, da comScore, segundo quem a taxa de crescimento do tráfego não originado de computadores do país supera a de muitos outros mercados.

Os celulares são o principal dispositivo usado para acessar a internet além do PC, de acordo com o estudo, com 59,8% desses acessos. Já os tablets representam 36,5% do tráfego. Outros dispositivos pesquisados incluem iPods, e-readers e consoles de videogames, entrou outros.

“O consumo da Internet no Brasil está mudando, à medida que os consumidores adotam um número cada vez maior de dispositivos conectados,” disse o diretor executivo da comScore no Brasil, Alex Banks, em comunicado. “Ao mesmo tempo em que este cenário em evolução oferece aos editores e anunciantes oportunidades de fidelizar uma base cada vez maior de audiência conectada, ele também apresenta desafios em compreender como plataformas múltiplas podem influenciar os hábitos de consumo de mídia dos consumidores e o que isso significa para os comerciantes e anunciantes.” (Da redação, com assessoria)

Anterior MiniCom divulga lista de cidades atendidas pelas teles no PNBL
Próximos Netflix completa 1 mês com 1 milhão de horas de streaming consumidas