TIM vende a venezuelana Digitel


A Telecom Itália, por meio da Tim Internacional, anunciou a venda de 100% do capital da operadora móvel venezuelana Digitel para a Telvenco. A compradora pertence ao milionário Oswaldo Cisneros, que pagou US$ 425 milhões pela empresa. O dinheiro servirá para reduzir dívidas da companhia italiana e segue tendência de concentração da TIM apenas nos …

A Telecom Itália, por meio da Tim Internacional, anunciou a venda de 100% do capital da operadora móvel venezuelana Digitel para a Telvenco. A compradora pertence ao milionário Oswaldo Cisneros, que pagou US$ 425 milhões pela empresa.

O dinheiro servirá para reduzir dívidas da companhia italiana e segue tendência de concentração da TIM apenas nos principais mercados sul-americanos (Brasil e Argentina, por exemplo), como afirmou o presidente da empresa na América Latina, Giorgio Della Seta, à época de inaguração do pólo tecnológico da companhia em Santo André (SP), em dezembro do ano passado.
 
A Digitel, líder GSM no mercado venezuelano, tem mais de 1,7 milhão de clientes e receita estimada de 287 milhões de euros em 2005. Em comunicado oficial, a Telecom Itália diz que pretende "racionalizar seu portfólio de propriedades internacionais e focar em países onde é possível explorar o potencial de integrar plataformas fixa e móvel".

Millicom à venda
A operadora móvel Millicom informou ter recebido oferta hostil para compra do total da companhia, segundo a consultoria Merrill Lynch. A empresa disse que, a partir daí, vai rever suas estratégias, e enfatizou que a companhia pode não ser vendida na totalidade, apesar da oferta. O valor de mercado da empresa é estimado em US$ 2,8 bilhões.

A Millicom tem 6,5 milhões de clientes na América Latina, Ásia e África. Destes, 3,5 milhões são na região. Segundo o Merrill Lynch, a Telefônica  e a América Movil são os principais potenciais compradores neste mercado (AL). O principal acionista da Millicom é a holding sueca Kinnevik (36%), que, além de telecomunicações, atua nos ramos de mídia e publicidade. Estimativas do mercado dão conta que a receita global da empresa em 2005 deve atingir US$ 1 bilhão. (Da Redação)

Anterior IPTV: em 2009, receita supera US$ 44 bilhões.
Próximos É baixa a penetração da banda larga no país