TIM testa serviço para gerenciar táxi pelo celular


Táxi_-_Rio_de_Janeiro,_BrasilCom a entrada dos aplicativos de táxi, como Uber, Cabify, Easy Taxi,  99 e DeTaxi, o mercado tornou-se extremamente competitivo e cada serviço tem que buscar diferenciais para garantir os clientes. Foi com esse pano de fundo que a TIM decidiu desenvolver um serviço de gerenciamento de frota, o WiFi Gerenciamento, para criar um diferencial ao prestador de serviço.

Desde o final de julho, o WiFi Gerenciamento está em operação no Rio de Janeiro com o serviço DeTaxi, que reúne 2.500 taxistas. Segundo Fabio Antunes Alvarez, estrategista de Parcerias e Soluções VAS da TIM, o novo serviço deverá chegar ao mercado dentro de três meses e poderá ser usado tanto por cooperativas e aplicativos de táxi, como por empresas de frotas de veículos, incluindo aí os ônibus.

De acordo com Alvarez, que apresentou o novo serviço aos gestores públicos de TI que participaram do 18º Wireless Mundi, realizado pela Momento Editorial esta semana em São Paulo, com o Gerenciamento WiFi é possível conhecer o perfil de uso da internet pelo passageiro. E, a partir daí, oferecer serviços diferenciados, inclusive de publicidade.

PUBLICIDADE

Em sua apresentação, Alvarez insistiu em que o Gerenciamento WiFi foi desenvolvido dentro das regras do Marco Civil da Internet, ou seja, os dados captados não se referem ao conteúdo visitado pelo internauta, mas apenas aos endereços da navegação e tempo de acesso. No caso do táxi, o serviço usa o celular do motorista, que funciona como o hot spot. Já no caso de um ônibus, por exemplo, a linha de software será instalada no roteador que vai gerar o sinal WiFi.

Anterior Procurador insiste em prender ex-ministro Paulo Bernardo
Próximos Anatel adia decisão sobre PGMC