TIM testa adesão de cariocas a oferta de banda larga fixa


A TIM segue avançando na oferta de banda larga fixa. Após o lançamento do serviço nas cidades de São Paulo e no Rio de Janeiro, onde mantém piloto há dois meses, a operadora da Telecom Itália anunciou o início da oferta em Duque de Caxias (RJ), “em uma ação teste para observar a adesão do consumidor carioca ao serviço”. A área com cobertura abrange 14 mil domicílios. 

“Estamos acelerando a expansão da cobertura do Live TIM com base nos cadastros na nossa página na internet e entendemos que a Baixada Fluminense é um local estratégico, com uma demanda reprimida por esse tipo de serviço”, explica Flavio Lang, diretor de marketing da TIM Fiber, unidade de negócios da TIM Brasil responsável pelo serviço de internet residencial.

A expectativa da empresa é expandir ainda mais o serviço no Rio de Janeiro e São Paulo, alcançando uma área que abrange mais de 500 mil domicílios nos dois Estados até o fim do ano. No fim do terceiro trimestre, mais de 3 mil prédios já haviam sido totalmente conectados nas duas capitais. Outros 7 mil têm autorização liberada e estão sendo “cabeados” gradativamente.

O lançamento da oferta Live TIM é resultado da aquisição da AES Atimus pela TIM, concluída no ano passado. O ativo representou para a operadora uma expansão significativa de infraestrutura, acrescentando para a empresa uma rede de fibra ótica com mais de 5,5 mil quilômetros em 21 cidades das regiões metropolitanas do Rio de Janeiro e de São Paulo.

A estratégia da TIM em fibra, diferentemente das operadoras Claro e Telefónica, que investem em TV, está centrada apenas na banda larga fixa. De acordo com Rogério Takayanagi, presidente da Intelig (subsidiária fixa da operadora), e responsável pelo serviço TIM Fiber, a operadora do grupo Telecom Itália não acredita em TV porque não pretende elevar os custos da operação. 
(Da redação)

Anterior TRF nega recurso contra prazo para uso de créditos de celular pré-pago
Próximos Na guerra de patentes, Ericsson processa Samsung