TIM quer telecom cortando custos antes de reclamar de impostos


“O setor de telecom fala muito sobre tributos, mas não faz o dever de casa de reduzir os seus próprios custos setorias”. Com esta mea culpa, o diretor de regulamentação da TIM, Mario Girasoli, responsabilizou as próprias operadoras por impedirem o crescimento da banda larga no Brasil. Para enfrentar a questão, o presidente da TIM Luca Luciani, enviou ontem ao presidente da Anatel, Ronaldo Sardenberg e ao ministro das Comunicações, José Arthur Filardi, um ofício propondo que o governo e agência liderem as discussões para a renegociação dos custos setoriais. 

Conforme o executivo, os custos de transmissão aumentaram 250% no último ano na regoão Norte, e eles representam pelo menos 60% dos custos de oferta no varejo da banda larga móvel. “Não estamos propondo discutir os custos dos outros, mas os nossos próprios custos”, afirmou Girasoli, assinalando que a TIM se dispõe a discutir o alto valor da interconexão (VU-M), uma fonte de receita importante para a empresa. “O gargalo das telecomunicações está na transmissão, rede que pertence a poucos e cujos preços estão muito altos”, afirmou Girasoli, lembrando que a TIM comprou a Intelig, a empresa com o segundo maior backbone do país , mas que ainda se ressente da falta de infraestrutura de transmissão.

Para o diretor, enquanto não forem adotadas medidas efetivas para a redução dos valores da oferta de atacado da infraestrutura de telecom, não se consegue avançar com a oferta varejista de banda larga. “Os tributos não são os únicos culpados pelos preços finais”, concluiu.    

 

Anterior Anatel já analisa pedido para entrada da PT na Oi
Próximos Cisco vai produzir localmente setop box para a Net