TIM libera internet no pré-pago além da franquia, mas com velocidade reduzida


aplicativo-app-celular-936x600A TIM não vai mais bloquear, a partir de hoje, 27, a navegação na internet para seus os usuários dos planos pré-pagos com franquias diárias Infinity Web e WEB+ Torpedo ao atingirem o limite da franquia contratada. Em vez disso, o acesso será mantido, mas com velocidade reduzida.

Segundo a empresa, a decisão foi tomada em resposta a pedidos dos usuários. “A ideia é garantir a liberdade de escolha dos usuários, que poderão decidir se querem continuar navegando gratuitamente com velocidade reduzida ou se preferem recontratar o pacote atual ou migrar para uma oferta com mais internet”, afirma.

A velocidade reduzida será de 30 Kbps. Suficiente, segundo a operadora, para trocar mensagens de texto e áudios utilizando WhatsApp ou outro app semelhante sem percepção negativa da qualidade. A medida, porém, não é permanente. Será uma opção gratuita até o dia 31 de agosto. A empresa irá avaliar o comportamento dos usuários e poderá prorrogar o prazo da gratuidade.

Os clientes dos planos Ininity Web e Web+ Torpedo representam 85% da base de clientes do segmento pré-pago da TIM. “Vamos dar maior liberdade de escolha para quem usa as ofertas de internet diárias porque entendemos que os pacotes são menores e o cliente é impactado mais frequentemente com o fim da franquia”, explica Rogerio Takayanagi, diretor de marketing da TIM Brasil.

O cliente continuará a receber um SMS quando atinge 80% da franquia de dados contratada. Ao atingir 100% da franquia, receberá mais um SMS com quatro opções para continuar a navegar: 1) aumentar a franquia diária contratando um novo plano; 2) recontratar a oferta atual e, assim, ter um novo pacote de dados para aquele dia; 3) contratar um pacote mensal de dados; ou 4) continuar navegando grátis com velocidade reduzida. Um link redirecionará o cliente ao portal móvel da TIM, onde é possível confirmar a opção. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Temer e Kassab autorizam alteração societária nas emissoras Globo
Próximos Na Holanda, credor pede falência de subsidiária da Oi