Tim lança internet de bolso e cliente não pagará provedor


 A Tim lança, a partir de segunda-feira, em todas as capitais brasileiras, diferentes pacotes de acesso à internet sem fio. O grande diferencial dessa promoção, além dos preços bem competitivos, explica seu presidente, Mario Cesar de Araujo, é que o cliente não precisa ficar preso a um único computador, e ele poderá acessar a internet …

 A Tim lança, a partir de segunda-feira, em todas as capitais brasileiras, diferentes pacotes de acesso à internet sem fio. O grande diferencial dessa promoção, além dos preços bem competitivos, explica seu presidente, Mario Cesar de Araujo, é que o cliente não precisa ficar preso a um único computador, e ele poderá acessar a internet de qualquer aparelho e em qualquer cidade onde a operadora está presente. “Estamos oferecendo a mobilidade e a portabilidade da internet”, afirmou ele. Ou, seja, na prática, será uma internet de bolso, já que o usuário irá contar com um pequeno dispositivo – conhecido como USB – que poderá carregar para onde quiser e acessar a internet de onde estiver.

Na segunda-feira esses pacotes e os modens estarão disponíveis nas lojas da empresa nas capitais e principais cidades brasileiras, mas a expectativa é que, em pouco mais de uma semana, os novos serviços estejam disponíveis nos 2.466 municípios onde ela opera.

No primeiro pacote, conhecido como TIM Mais Completo, o usuário de pós-pago vai pagar R$ 99,00 por seis meses (depois o preço passa para R$ 129,00) e terá direito, além do acesso à internet com 250 MB por mês, 120 minutos de chamadas locais para celulares ou fixos; 200 minutos de chamadas para números fixos com tarifa de telefonia local, 60 Tim torpedo, 60 Tim FotoMensagem e 40 minutos de roaming. No acesso aos dados, não há cobrança de deslocamento.

A outra promoção está voltada somente para a internet, ou seja, o cliente de qualquer outra operadora de telefonia poderá contratar só esse serviço. Também um plano pós-pago, o cliente pode contratar 1GB a R$ 49,00 por mês e ganha de graça o modem USB ou a placa PCMCIA; 250 MB a R$ 19,00, e comprará o modem por R$ 199,00; ou pode optar pelo pacote de 40 MB por mês, e pagar R$ 9,90, mas terá que comprar o modem por R$ 389,00. Depois de seis meses, os pareços aumentam para R$ 69,00, R$ 29,00 e R$ 19,00, respectivamente. Em todas essas promoções, há o contrato de fidelidade de 12 a 18 meses mas não há qualquer custo adicional no pagamento do provedor de acesso.

Segundo Araujo, essas ofertas poderão se encaixar bem para os moradores das cidades que não têm hoje a oferta da banda larga fixa (seja via ADSL ou cable modem). “Estamos, mais uma vez, apostando nos serviços convergentes”, concluiu. 

Anterior Estratégia Nacional para TICs começa a ser discutida no Congresso
Próximos Associação de consumidores questiona negócio entre DoubleClick e Google