TIM incorpora a TIM Celular, com aprovação da Anatel


Essa reorganização societária não mudará em nada o controle acionário da operadora, que continua sendo da TIM italiana. Serão eliminadas as sobreposições de outorgas de SCM.

nova marca TIM

A Anatel concedeu anuência prévia para a TIM promover a consolidação de suas duas empresas em uma única. Hoje, foi publicado no Diário Oficial o ato que autoriza a fusão da TIM Celular com a TIM S.A, que aglutinou a Intelig Telecomunicações.

A reorganização societária das empresas não muda em nada o controle acionário da operadora brasileira, que continua sob a operadora italiana. Mas com essa fusão a empresa terá que devolver algumas licenças de Serviço de Comunicação Multimídia (SCM), ou banda larga fixa que eram detidas pelas duas empresas em separado.

Também irão migrar para a TIM S.A todas as suas licenças de STFC (telefonia fixa), SMP (telefonia móvel), e SLP (serviço limitado privado).

Conforme o relator do processo, conselheiro Otávio Rodrigues, a consolidação “é a forma adequada para se eliminar a sobreposição de outorgas detidas pelas requerentes”. 

Anterior Huawei tem o menor crescimento desde 2013 no segmento de smartphones
Próximos Iridium prorroga prazo das outorgas de satélite de órbita baixa no Brasil

2 Comments

  1. Pedro
    4 de Janeiro de 2018

    Só muda o valor dos planos, né? Isso você esqueceu de informar na matéria. 10 reais de aumento no pós.

    • Ronaldo Naldo Doberto
      7 de Janeiro de 2018

      Não tem qualquer relação com o fato noticiado.