TIM fecha trimestre com aumento no lucro e nas receitas


A operadora fechou o 1T19 com lucro líquido de R$ 251 milhões (alta de 2,5% ano a ano). Receita líquida de R$ 4,19 bilhões (mais 1,7% frente a igual período de 18). Sua base de pós-pago cresceu 11,4% e a de serviços fixos 11,6%.

A TIM Brasil fechou o primeiro trimestre de 2019 com aumento nas receitas, lucro e Ebitda (fluxo de caixa) em comparação ao mesmo período do ano passado. Apurou lucro líquido de R$ 251 milhões (alta de 2,5% ao ano); receita líquida de R$ 4,19 bilhões (aumento de 1,7% ano a ano) e Ebitda de R$ 1,49 bilhão (mais 5,3%). Todos os valores estão normalizados, ou ajustados para efeitos não recorrentes.

O Ebitda cresce a 11 trimestres consecutivos e sua margem (que demonstra a rentabilidade da empresa) bateu recorde para um primeiro trimestre, atingindo 35,7%.

O crescimento da receita foi motivado pelos três principais segmentos da operadora: celular, fixo e venda de aparelhos. Os destaques foram para o crescimento do pós-pago, de 11,4% (ano a ano) e incremento na receita da telefonia fixa. O TIM Live (a banda larga fixa) cresceu 34,9% frente ao 1T18 e a receita fixa somou R$ 229 milhões (mais 11,6%).

A empresa também investiu mais no período, em relação a 2018. Foram R$ 650 milhões, incremento de 6%.

“A TIM encerra seu primeiro trimestre com resultados sólidos em algumas frentes do negócio, mas também enxergando desafios importantes”, afirmou o CEO Pietro Labriola, que assumiu o cargo no mês passado.

A TIM segue na liderança da cobertura 4G com 3.295 cidades e 93% da população urbana, atingindo 35,6 milhões de usuários. A frequência 700 MHz
está habilitada em 1.471 cidades no Brasil,  crescimento de 50,9% em
relação a 2018. Já o VoLTE (voz em alta definição) está disponível em 100% dos
 municípios de São Paulo, alcançando o total de 2.710 cidades no Brasil. A tecnologia está também presente em todo o Rio de Janeiro.

A operadora registra uma base de 55 milhões de clientes, dos quais 34,5 milhões pré-pagos e 20,5 milhões pós-pagos. Os usuários 4G chegam a 35,5 milhões. A sua banda larga fixa, o TIM Live já conta com 486 milhões de clientes, incremento de 18,3%.

Agro

A operadora integra a iniciativa ConectarAGRO e pretende levar a 4G para 5 milhões de hectares até o final do ano. 

 

Anterior Google libera o beta do Android Q e lança novos smartphones
Próximos TIM vê cenário econômico difícil, e quer resgatar a agilidade nas ofertas