TIM fecha parceria com a Telebrás e também oferece banda larga a R$ 35,00


A TIM e a Telebrás fecharam hoje acordo para o ingresso da operadora de celular no Plano Nacional de Banda Larga. Segundo o diretor de Marketing da operadora, Rogério Takayanagi, a previsão é atender mil municípios até o final do próximo ano, ao preço de R$ 35,00. A partir de setembro, quatro cidades do entorno de Brasília (Samambaia, Recanto das Emas, Águas Lindas de Goiás e Santo Antonio do Descoberto) já terão o serviço. É um plano pós-pago, com limite de consumo de 500 Mbytes. Ao ultrapassar este consumo, o pacote  cai para 128 Kbps. O modem será vendido em 12 parcelas de R$ 8,00.

Segundo o presidente da Telebrás, Caio Bonilha, as condições comerciais negociadas com a TIM sào isonômicas a de qualquer outro provedor de serviço que contratar a rede da empresa. Segundo Bonilha, a Telebrás está vendendo o megabyte ao preço médio de R$ 120,00 a R$ 130,00.

As concessionárias fixas irão vender a sua capacidade por R$ 1,200 mil para o pequeno provedor de internet integrante do simples. Takayanagi, da TIM, explicou que o preço de R$ 35,00 a ser cobrado pela empresa embute outros custos, que não apenas o de transporte, por isto não é possível comparar as duas ofertas de atacado (das empresas privadas e da estatal) para efeitos de redução de preço ao usuário final.

Backhaul

Além de participar do PNBL, a TIM e a Telebrás estão firmando acordo de troca de capacidade entre as duas redes. Até o final do próximo ano, a TIM pretende contar com mais de 35 mil quilômetros de fibra óptica em todo o país. “Há uma demanda reprimida muito forte. O país ainda tem serviços de telecomunicações muito caros e não tem infraestrutura”, afirmou. A TIM também anunciou hoje a instalação de uma rede de fibra óptica na região Norte do país, interligando as cidades de Tucurui, no Pará, Macapá (Amapá) e Manaus (Amazonas), cobrindo 27 municípios nesses três estados. A fibra OPGW (Optical Ground Wire) será lançada por meio de torres de linhas de transmissão e de oito subestações de energia do consórcio LT Amazonas.

Segundo o executivo, a TIM  tem hoje mais clientes de pré-pago da banda larga móvel do que a  Telefônica e Oi juntas. “Nós temos 8,8 milhões de banda larga móvel  pré-paga, e Oi e Telefônica juntas têm pouco mais de 7,7 milhões de clientes”, assinalou ele. O executivo não citou a Vivo em suas contas porque, afirmou, a operadora não divulga seus números.

Anterior RIM promete pular uma geração com novos smartphones
Próximos Paulo Bernardo quer liberar a faixa de 4G para a Rio+20, que ocorre em junho de 2012.