TIM fecha 3Tri com lucro orgânico de R$ 172 mi


A TIM fechou no azul o terceiro trimestre do ano, um tento para um cenário macroeconômico tão desafiador. A operadora registrou lucro líquido orgânico (excluído o impacto da venda das torres) de R$ 172,3 milhões, queda de 50,5% em relação ao mesmo período de 2014. Nos 9 primeiros meses, a empresa lucrou R$ 775,8 milhões, menos 28,6% em relação ao ano passado.

A empresa apurou receita líquida total de R$ 4,11 bilhões no trimestre, queda de 15,2% frente aos R$ 4,852 bilhões do mesmo período de 2014. Nos nove meses de 2015, a operadora soma receita líquida de R$ 13 bilhões, queda de 9,2% em relação a 2014.

O Ebitda orgânico (sem os efeitos da venda das torres) somou R$ 1,296 bilhão ligeira queda de 2,7% em relação ao 3T de 2014, mas a sua margem (indicador que  mede a eficiência da operação) apresentou uma importante elevação, passando para para 31,5%, frente a 27,4% de 2014.

A operadora fechou o período com uma queda de 2,9% em sua base total, somando agora 72, 5 milhões de clientes, mas apresentou crescimento em sua base de pós-pago. No 3T de 2014 os clientes pós-pagos eram 12,2 milhões e aumentaram 12,6%, para 13,8 milhões.

Destaques

A empresa destaca o crescimento das receitas de dados, atingindo novamente impressionantes 41% ano contra ano em relação ao terceiro trimestre de 2014, fazendo com que nossas receitas de dados efetivamente dobrassem no período de um ano.

Mas ressalta que,”apesar do crescimento nas receitas de dados, a continuação do declínio das receitas de interconexão devido à redução da VU-M, em adição às tendências de voz e SMS, que somados ainda representam cerca de 65% das receitas totais, novamente trouxe pressões de curto-prazo ao crescimento da receita de serviços durante o trimestre, resultando em um declínio de 6.5% em relação ao mesmo período em 2014.”

Anterior Telecom Italia tem novo chefe regulatório
Próximos Bilionário George Soros diminui participação em operadora brasileira