TIM e Vodafone fecham acordo de compartilhamento de infraestrutura na Itália


A Telecom Italia e a Vodafone se tornaram sócias. Ambas passaram a deter a mesma quantidade de ações na Inwit, operadora de infraestrutura móvel que era da Telecom Italia. Com isso, cada tele passou a ter 37,5% do capital da empresa de infraestrutura passiva.

O negócio se deu com a compra por parte da Inwit de 11 mil torres da Vodafone na Itália por € 2,14 bilhões, dobrando seu parque. Ao mesmo tempo, haverá a emissão de 360 milhões de ações da Inwit que serão entregues à Vodafone, diluindo a participação da Telecom Italia.

Ambas as operadoras se comprometem a priorizar a locação de infraestrutura passiva da Inwit por “longo prazo”. A fusão também traz receita adicional do aluguel de ativos para outras operadoras de telecomunicações italianas. A expectativa é que o negócio represente € 700 milhões das receitas da nova Inwit, 80% disso vindo de contratos com Telecom Italia e Vodafone.

Haverá ainda sinergias estimadas em € 200 milhões até 2021, e de € 600 milhões até 2026. Naquele ano, aliás, espera-se que a receita total da Inwit ultrapasse o € 1 bilhão.

A Inwit será a fornecedora principal tanto da TIM, quanto da Vodafone, para a construção de novos sites, small cells, DAS e backhaul. Vai atender 45 mil clientes de small cells ou DAS, e construir 2 mil novos sites que terão antenas de ambas as operadoras. A Vodafone ainda se comprometeu a desmontar 1 mil sites em áreas onde há cobertura da Inwit.

A transação ainda deve passar pelo crivo dos acionistas da Inwit. Também precisa do aval do regulador antitruste italiano e do governo. A expectativa das empresas é que o negócio só seja concluído na primeira metade de 2020.

Anterior Resende: MVNO pode ser importante aliado para provedor de internet
Próximos Apple compra divisão de modems para smartphone da Intel

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *