TIM Brasil vai crescer entre 3% e 5% neste ano


O grupo Telecom Italia, dono da TIM Brasil, divulgou hoje, 20, os resultados para o primeiro trimestre do ano. No relatório, a companhia trouxe previsões e metas para 2019, 2020 e 2021. Entre as quais, aumento de receita da operação brasileira e de sua rentabilidade.

A receita da TIM Brasil deve crescer, diz a Telecom Italia, entre 3% e 5%, em Reais, neste ano. Em 2020 e 2021, a TIM Brasil vai crescer “um dígito mediano”. O EBITDA (lucro antes de impostos, amortizações e depreciações) brasileiro, em compensação, pode crescer “um dígito alto” este ano, com meta para a margem EBITDA chegar a 39% ano que vem (atualmente, a margem é de 35,4%).

Os investimentos da tele no Brasil serão de R$ 12 bilhões, independente da variação cambial, distribuídos nos próximos três anos. O valor é 4% inferior aos R$ 12,5 bilhões previstos no plano industrial da companhia, apresentado em fevereiro.

Números do grupo

A Telecom Italia perdeu 2,9% da receita orgânica (cálculo que exclui fatores não recorrentes) no primeiro trimestre. A empresa fechou período com receita de € 4,47 bilhões.

O EBITDA  terminou em € 1,79 bilhão, queda de 2,1%. O lucro reportado ficou em € 165 milhões. A cifra foi impactada pela migração para o sistema contábil IFRS-16. Sem isso, o lucro teria sido de € 193 milhões, 3% menor que o obtido um ano antes.

A dívida líquida da companhia ficou em € 25,08 bilhões, € 190 milhões mais baixa que em dezembro.

A companhia avisa que vai continuar a registrar queda nas receitas, em ritmo cada vez menor, ao longo dos próximos trimestres. Crescimento só virá em 2020. O mesmo vale para o EBITDA.

Anterior MP de Dados Pessoais corre o risco de perder a validade
Próximos Agricultura vai mapear área rural para instalação de antenas de celular