A TIM Brasil vai seguir o movimento da matriz italiana e reformular sua marca. Mas diz que ainda não definiu quando a nova identidade visual será aplicada a seus produtos e campanhas por aqui. Segundo a companhia, “sua adoção no país seguirá um processo específico”, que será divulgado “futuramente”.

Hoje, 13, a Telecom Italia concluiu o processo de transição iniciado em fevereiro de 2015 e que abandonou o a marca comercial Telecom Italia para usar apenas TIM no país da bota. Lá, a marca TIM foi repaginada. Para marcar a transformação visual, a companhia iniciou uma mega-campanha publicitária, com participação de celebridades, entre as quais, o criador da web, Tim Berners-Lee.

Segundo a companhia italiana, a nova logomarca é mais “moderna e simples”. “Decidimos juntar todas as ofertas comerciais, em todos os segmentos em que atuamos, sob a marca TIM, criando uma marca unificada. Isso caracteriza a convergência fixo-móvel”, diz, em nota, Marco Patuano, CEO do grupo.

Segundo ele, a reformulação também demonstra a vontade da Telecom Italia em redefinir seu foco de atuação. “De uma operadora de telefonia para um player da indústria e da tecnologia, capaz de criar produtos inovadores e serviços baseados em novas plataformas: da banda larga fixa, redes de ultra banda larga móvel, a computação em nuvem da nova era da tecnologia da informação”, afirma.

Na Itália, a companhia cobre 41% da população com fibra e 87% com LTE. No Brasil, tem 72,6 milhões de clientes.