TIM Brasil à venda?


Os problemas financeiros da Telecom Italia levaram o Banco Barclays e a BTIG LLC (empresa britânica de pesquisa e informações financeiras) a prever que a operadora italiana venderá a subsidiária brasileira TIM Participações. Se isso se concretizar, vai mudar a balança de poder do quinto maior mercado móvel do mundo.

Uma quebra da segunda maior operadora do Brasil, espalhando seus ativos e assinantes entre os concorrentes é vista como a opção mais viável porque a Anatel não aprovaria uma fusão da TIM com um único grande competidor, de acordo com a equipe de analistas chefiada por Jonathan Dann. Por outro lado, uma empresa como a Vodafone também poderia comprar uma participação ou toda a TIM, na opinião de Walt Piecyk, analista da BTIG em Nova York.

Para as demais operadoras móveis do Brasil, uma concorrente a menos no mercado seria visto com bons olhos porque diminuiria a pressão sobre os preços. Já para o governo, a compra da TIM Brasil por uma empresa como a Vodafone seria mais palatável do que permitir que uma só operadora do país assumisse todos os 73 milhões de clientes da subsidiária brasileira da Telecom Italia, pondera Richard Dineen, analista da HSBC Holdings Plc. Procurada, a assessoria de imprensa da TIM, no Rio de Janeiro, informou que estas questões só poderiam ser respondidas pela própria Telecom Italia. Em Milão, porta-voz da operadora preferiu não se pronunciar. (Fonte: Bloomberg)

Anterior Consórcio pode comprar BlackBerry por US$ 4,7 bilhões
Próximos Aumento de participação da PT na Oi não é o tema para os acionistas portugueses