TIM arremata a maior quantia de espectro 5G na Italia


A TIM concluiu sua participação no leilão de frequências de 5G com lances bem-sucedidos para um bloco de 80 MHz na faixa de  3.700 MHz (a um custo de 1,694 bilhão de euros) e um bloco de 200 MHz na frequência milimétrica de 26 GHz (a um custo de 33 milhões de euros).

Para além dos dois blocos de 700 MHz já conquistados, o total investido neste leilão de espectro 5G ascende a 2,407  milhões de euros, o que representa a maior largura de banda adquirida e o maior investimento de qualquer empresa participante no leilão. O espectro estará disponível até o ano de 2037.

O CEO da TIM, Amos Genish, declarou: ” As novas frequências adquiridas representam um ativo fundamental para o desenvolvimento futuro do Grupo e, ao mesmo tempo, para a digitalização em curso da Itália.  “Inteligência artificial, realidade virtual e aumentada, robótica e uma rede de sensores esperados em 1 trilhão até 2025 – esses serão os vetores de inovação da próxima década e os pilares nos quais a transformação digital se baseia. Juntos, eles levarão à criação da Gigabit Society, na qual a TIM continuará a desempenhar um papel de liderança na Itália ”, concluiu Genish.

A faixa de 3.700 MHz, já utilizada para os testes lançados no início do ano, está disponível imediatamente; a partir de 2019, a banda de 26 GHz  estará disponível.   As freqüências de 700 MHz, disponíveis a partir de 2022, fortalecerão a cobertura do UBB em todo o país, inclusive em áreas internas, com a implementação da tecnologia 5G.

Pagamento

Em relação ao pagamento das frequências, o Governo estabeleceu que as receitas derivarão principalmente das frequências 3,6-3,8 GHz e 26,5-27,€5. Para o ano em curso, o Governo identificou, em relação ao leilão 5G, a cobrança de um total de 1,250 bilhão de euros de todas as operadoras, 50 milhões em 2019, 300 milhões em 2020, 150 milhões em 2021 e o saldo remanescente em 2022.

Para o Grupo TIM, o desembolso de caixa estimado antecipadamente e, portanto, o impacto na posição financeira líquida em 2018, será de aproximadamente 480 milhões de euros. (assessoria de imprensa).

Anterior Câmara substitui representante no Conselho Consultivo da Anatel
Próximos MCTIC lança edital para concessão de rádio comunitária