TIM adere à rede global de internet das coisas criada pela Nokia


Foto: jeferrb por Pixabay

A TIM Brasil aderiu à WING (acrônimo para Worldwide IoT Network Grid). Pelo acordo, a TIM venderá a seus clientes corporativos serviços de IoT com cobertura mundial. A WING é uma federação de redes de operadoras mundo afora, integrada e coordenada pela divisão de serviços gerenciados da Nokia.

O contrato é o primeiro a prever a adesão à WING por parte de uma operadora na América Latina. As empresas não revelaram valores nem prazos. Com a parceria, a Nokia ampliar sua presença no mercado brasileiro de IoT, que, calcula, poderá movimentar US$ 200 bilhões em 2025.

Entre os serviços que a TIM vai oferecer, e são baseados em soluções da Nokia para a WING, estão o gerenciamento de dispositivos e analytics. Segundo a fabricante, a expectativa é que a TIM atenda clientes dos setores automotivo e da agricultura, pelo menos.

PUBLICIDADE

Na prática, o cliente empresarial que usar a solução vai ter acesso a um monitor em tempo real que permitirá visualizar informações sobre os equipamentos conectados e gerenciá-los. As soluções previstas incluem rastreamento de ativos, sensores logísticos, carros conectados com sistemas de diagnósticos e telemetria.

Os dados usados para gerir os aparelhos conectados ficarão todos no Brasil, mesmo após o cruzamento da fronteira a fim de “manter a conformidade com a soberania dos dados e leis de privacidade”, diz a Nokia. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Impasse na Anatel posterga votação de regulamentos
Próximos China será a "grande vitoriosa" da 5G em 2020, prevê consultoria