TIC Empresas: posse de computadores e rede é grande, mas o uso das TICs é básico.


 

O cenário econômico favorável contribuiu para o crescimento regular da infraestrutura tecnológica das empresas brasileiras, no que se refere à posse de computadores e sua ligação em rede. Mas as atividades que mais usam tecnologias da informação e da computação não mudam desde 2005, quando foi realizada a primeira edição da pesquisa. São atividades básicas como o envio de e-mails e a busca de informações na internet. É isso o que indicam os resultados da 7ª pesquisa TIC Empresas 2011, conduzida pelo Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (CETIC.br), divulgados hoje.

 

A pesquisa aponta que praticamente todas as empresas com 10 ou mais funcionários possuem computadores e acesso à internet (99% e 98% respectivamente). Além disso, também pode ser visto aumento em índices como a posse de rede LAN com fio e sem fio, que alcançaram, respectivamente, 88% e 68% das empresas; o índice de proporção de empresas cujos funcionários têm acesso remoto ao sistema de computadores chegou a 46%.

 

Desde 2005, as atividades que utilizam Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) mais realizadas nas empresas analisadas são “enviar e receber e-mails” (99% delas declararam ter realizado esta atividade em 2011), “buscar informações sobre produtos ou serviços” (92%), e “outras buscas de informação e atividades de pesquisa” (84%).

 

Outras atividades seguem estagnadas e são realizadas em menor proporção, como monitoramento de mercado (59%), uso de mensagens instantâneas (55%), recrutamento de pessoas (39%). Por fim, o uso de telefone (VoIP) e a vídeo conferência via Internet (24%) e a entrega de produtos online (13%), são realizadas por um pequeno grupo de empresas.

 

Outro indicador que mostra estabilidade ao longo dos anos é a proporção de empresas com sítios web na Internet. De acordo com a pesquisa, 60% das empresas possuem um website ou página na Internet e quase a totalidade dessas empresas (93%) os utiliza para oferecer informações institucionais. Os recursos menos comuns nesses sítios web são “sistema de pedidos ou reserva/carrinho de compras” (17%) e “pagamento online/completar transação” (12%), o que sugere a existência de um menor percentual de empresas que ofereçam condições para seus clientes finalizarem pedidos de compra de produtos e serviços online.

Participaram da pesquisa 5.600 empresas com 10 ou mais funcionários no Brasil. Todos os resultados da TIC Empresas estão disponíveis em http://www.cetic.br/. (Informações da assessoria de imprensa)

Anterior Vendas de redes ópticas caem no mundo
Próximos Pilhas e baterias: apenas 2% a 5% são recolhidas.