TI deve retomar crescimento, mas telecom ficará estável este ano, prevê Abes


O setor de tecnologia da informação deverá fechar o ano de 2018 com crescimento de 4,1% no Brasil, mas o de telecom irá manter as receitas estáveis, o que irá fazer com que as TICs (os dois setores juntos) registrem um aumento de 1,5% em relação a 2017, informou hoje, Jorge Sukarie, presidente da Abes (Associação Brasileira das Empresas de Software), no evento da entidade.

O faturamento de TIC no globo será de US$ 3,55 trilhões este ano, e o Brasil estará na sexta colocação, com US$ 105 bilhões, passando a França, colocação que tinha perdido no ano passado, que deverá registrar receitas de US$ 102 bilhões.

Conforme o executivo, os investimentos na saúde só irão perder para o mercado financeiro e o segmento de cloud pública irá alcançar US$ 1,7 bilhão no país este ano, prometendo dobrar em dois anos.

Sukarie avalia que, independentemente do candidato a ser eleito Presidente da República este ano, o Brasil deverá manter as projeções de institutos estrangeiros que apontam que estará entre as 10 maiores economias do globo em 2050, com um PIB de US$ 47 trilhões, atrás de China, Estados Unidos, Índia e Indonésia.

Anterior Cade aprova Sky como interessada na análise da compra da Fox pela Disney
Próximos Mais de 2 mil municípios sofriam com o monopólio da telefonia móvel