Thales Alenia Space transfere tecnologia para a Agência Espacial Brasileira


O SGDC sendo embarcado para a Guiana Francesa, em 2017, semana antes de ser colocado em órbita.

A Thales Alenia Space (TAS) e a Agência Espacial Brasileira assinaram contrato para transferência definitiva de tecnologia que capacita o Brasil a projetar e desenvolver instrumentos ópticos para satélites de observação da Terra.

A assinatura do contrato é parte do programa SGDC – Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas – do Governo Federal, que tem como objetivo prover a cobertura de serviços de internet a 100% do território nacional e fornecer um meio seguro e soberano para as comunicações estratégicas do governo brasileiro. Lançado com sucesso em 2017, o satélite SGDC foi desenvolvido pela Thales Alenia Space e hoje já conecta, por meio da banda Ka, cerca de 7.000 escolas públicas, levando internet até as regiões mais remotas do país.

A Thales se comprometeu com a transferência de tecnologia para o país no início do programa SGDC, em 2013. Cinco empresas e mais de 40 engenheiros brasileiros já foram treinados, na França, em diferentes sistemas de tecnologia espacial, supervisionados pela equipe do programa da Thales Alenia Space. Em 2015, a empresa inaugurou em São José dos Campos o seu Centro de Tecnologia Espacial, onde faz a gestão dos programas de transferência de tecnologia.

PUBLICIDADE

A transferência de tecnologia ampliará a capacidade nacional no desenvolvimento e fabricação de sensores ópticos, além de permitir a abertura de mercados internacionais para o Brasil no seleto grupo de produtores de câmeras de alta resolução para satélites. Em complemento, a empresa receptora da tecnologia, uma vez capacitada, poderá fazer parte da cadeia de suprimentos da TAS – Thales Alenia Space.

“Este último acordo vai expandir a capacidade do Brasil de desenvolver e fabricar sensores ópticos e abrir os mercados internacionais para câmeras de satélite de alta resolução do Brasil”, disse Jean Horanieh, diretor de Cooperação Industrial e Parcerias da Thales Alenia Space. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Viasat abre escritórios no Brasil
Próximos Para Anatel, PLC 79 é janela de oportunidade para ISPs