Texto do PL 7406 dá carta branca para Executivo acabar com concessão


Os parlamentares podem reagir mal e até dizer que não gostam e que não querem que as concessões de telefonia fixa sejam extintas pelo Poder Executivo. Mas na hora “H” o que vale é o que estiver escrito.

Pois o PL 7406, que está em debate em Comissão Especial e recebeu grande atenção de diferentes stakeholders do setor, porque sua tramitação é mais acelerada pois não precisa passar por inúmeras comissões temáticas do parlamento, dá uma especial atenção ao tema da concessão, embora o seu objetivo inicial, ainda no Senado Federal, tenha sido o de destravar os recursos do Fust.

O primeiro substitutivo do deputado Roberto Nogueira (PTB/RS), que afirmou ao Tele.Síntese ser contrário à mudança da concessão de telefonia fixa por decreto, contradiz essa posição. Ao contrário, dá carta branca para o Executivo fazer esta mudança. E a sua proposta fica mantida no texto do relator, deputado Jorge Tadeu Mudalem (DEM/SP)>

Os dois propõem mudança no  artigo 18 da Lei Geral de Telecomunicações. Hoje, este artigo estabelece:

Cabe ao Poder Executivo, observadas as disposições dessa Lei, por meio de decreto: 

I- instituir ou eliminar a prestação de modalidade de serviço no regime público, concomitantemente ou não com sua prestação no regime privado.

Conforme a proposta dos dois deputados, o artigo 18 da LGT passaria a ficar assim:

Cabe ao Poder Executivo, observadas as disposições dessa Lei, por meio de decreto:

I– eliminar a prestação de modalidade de serviço em regime público.

 

Anterior CPI dos Crimes Cibernéticos: relator vai retirar PL que autorizava censura
Próximos Investimento das teles caiu 9,7% em 2015