Telesp aumenta lucro e Ebitda


O desempenho operacional da Telesp, a operadora fixa da Telefônica no Brasil, não desapontou os analistas que esperavam resultados positivos. Encerrou o segundo trimestre com um lucro líquido de R$ 694 milhões, Ebitda (ganhos antes dos impostos, taxas e depreciação) de R$ 1,7 bilhão e margem de 46%. As receitas operacionais líquidas no período foram …

O desempenho operacional da Telesp, a operadora fixa da Telefônica no Brasil, não desapontou os analistas que esperavam resultados positivos. Encerrou o segundo trimestre com um lucro líquido de R$ 694 milhões, Ebitda (ganhos antes dos impostos, taxas e depreciação) de R$ 1,7 bilhão e margem de 46%. As receitas operacionais líquidas no período foram praticamente iguais ao do primeiro trimestre de 2006 e atingiram R$ 3,65 bilhões. O lucro líquido do trimestre é 4% superior ao mesmo período do ano passado e o Ebitda é 5,8% maior que o registrado no segundo trimestre de 2005. No semestre, o lucro foi de R$ 1,28 bilhão, 10,7% maior do que o mesmo período de 2005.

A empresa paulista encerrou o semestre com 12,34 milhões de linhas em serviço, base 0,8% menor do que a do mesmo período do ano passado (as linhas instaladas somaram 14,363 milhões). O número de clientes banda larga continua crescendo e aumentou 6% em relação ao trimestre anterior, atingindo um total até junho de 1,377 milhão de clientes Speedy.

As assinaturas da telefonia fixa continuam a ser a principal fonte de receita da operadora, e somaram R$ 2,830 bilhões no primeiro semestre do ano, seguidas pelo pagamento dos pulsos/minutos, que somaram R$ 1,591 bilhão e pelas ligações de longa distância, com R$ 1,528 bilhão. Mais uma vez, a operadora registrou queda em sua receita de longa distância, de 2,4% em relação ao mesmo período do ano anterior.
As ligações fixo/móvel contribuíram com outros R$ 2,2 bilhões na receita, ou 8,8% a mais do que o primeiro semetre de 2005. A comunicação de dados foi o serviço que apresentou o maior crescimento, de 29,9%, em relação ao primeiro semestre do ano passado, somando R$ 784 milhões.

A receita líquida do semestre foi de R$ 7,225 bilhões (acréscimo de 4,4% ao mesmo período de 2005) e o Ebitda de janeiro a junho alcançou R$ 3,327 bilhões.
A empresa investiu no primeiro semestre do ano R$ 568 milhões, dos quais R$ 200 milhões nos primeiros três meses. O endividamento, até junho, era de R$ 2,464 bilhões 15% inferior ao mesmo período do ano passado. ( Da Redação)

Anterior Será este o ano do bilhão de celulares?
Próximos EBITDA da TIM Participações cresce mais de 73%