A partir desta terça-feira (8), entra em vigor parte das regras do Regulamento Geral de Direitos do Consumidor de Serviços de Telecomunicações (RGC) que ampliam os direitos de quem utiliza telefonia fixa e móvel, internet e televisão por assinatura. E, para isso, as prestadoras de serviços de telecomunicações estão promovendo, desde março, profundas alterações em seus sistemas operacionais e de atendimento ao cliente para colocar em prática as novas regras, informou o SindiTelebrasil, nesta segunda-feira (7). Uma das mudanças é a possibilidade de cancelamento automático dos serviços, sem necessitar falar com atendente da operadora.

De acordo com a entidade, as medidas relacionadas a cobranças, por exemplo, exigem adaptações nos softwares e mudanças de processos. “Além de todas essas mudanças relacionadas aos sistemas, o novo regulamento também exige treinamento das pessoas envolvidas, seja na operação, na gestão ou no atendimento ao cliente. Só nos call centers, as empresas mantêm 220 mil atendentes”, sustenta a nota do sindicato.

Entre as novas regras que entram em vigor amanhã, além do cancelamento automático dos serviços, que pode ser feito pela internet ou na central de atendimento; estão o retorno da ligação ao consumidor, caso a chamada caia durante atendimento pelo call center; prazo de 30 dias para a empresa dar resposta a questionamento do consumidor sobre a fatura; validade de crédito de celular pré-pago; ofertas promocionais; disponibilidade de informações sobre os serviços; acesso a informações e período de cobrança.

As prestadoras reiteram seu contínuo objetivo de melhor atender a seus clientes e reforçam a importância de que as mudanças de regras sempre sejam precedidas de estudos de impacto regulatório e econômico, garantindo o estímulo ao investimento que resulte em efetiva melhoria da qualidade e expansão dos serviços.(Com assessoria de imprensa)