Teles registram 925 mil pedidos de bloqueios no site “Não me Perturbe”


A plataforma digital “Não me Perturbe” alcançou hoje, 17, um total de 925 mil pedidos de bloqueios de chamadas indesejadas de telemarketing em 36 horas de funcionamento. O site permite que usuários de telefonia solicitem para que as operadoras não façam chamadas indesejadas a seus números. A alta procura para bloquear chamadas indesejadas chegou a ocasionar instabilidades na página.

O número de consumidores cadastrados no site foi maior. Atingiu 960 mil no mesmo período. Isso acontece porque os consumidores podem apenas fazer o cadastramento e optarem pelo bloqueio ou pelo desbloqueio quando acharem conveniente. 

O site foi criado pelas operadoras Algar, Claro, Oi, Nextel, Sercomtel, Sky, Tim e Vivo, após acordo firmado com a Anatel para redução do spam telefônico no Brasil. Permitir o bloqueio de chamadas indesejada será incluído em um código de conduta que está sendo preparado pelas empresas. Neste semestre a questão será também colocada na revisão do  Regulamento Geral de Direitos do Consumidor de Telecomunicações (RGC).

Semelhante aos Procons

Segundo o gerente Fábio Koleski, de Relações Institucionais, Satisfação e Educação para o Consumo da Anatel, os consumidores que optaram pelo bloqueio devem esperar até 30 dias para efetivação do pedido. Esse prazo é seguido em 16 listas estaduais semelhantes adotadas pelos procons. Se o bloqueio não ocorrer nesse prazo, contando a partir da data de entrada de cada pedido, as operadoras podem sofrer multas de até R$ 50  milhões.

A Anatel acompanha o funcionamento da plataforma e pode receber denúncias sobre problemas de funcionamento e falhas na proteção de dados dos consumidores cadastrados. 

Anterior América Móvil vê guerra de preços no pós-pago brasileiro
Próximos BNDES aprova primeiro projeto-piloto de Internet das Coisas

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *